Fique por dentro

Siga nosso Twitter

Acesse nosso canal

Junte-se a nós no Facebook

Conheça a RPPN Mata de Pitangui Escola das Dunas (RN)

Belo Horizonte, 25 de julho de 2013

O Programa de Incentivo às  Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs) da Mata Atlântica, parceria entre Conservação Internacional e Fundação SOS Mata Atlântica, está comemorando 10 anos em 2013! Nesse período o programa apoiou a criação de 361 novas reservas particulares – sendo 194 já reconhecidas – e a gestão de outras 101 reservas já existentes, num total de 56 mil hectares protegidos. As RPPNs são unidades de conservação criadas pela vontade do proprietário rural, que decide transformar sua terra em uma reserva e assume compromisso com a conservação da natureza.
Como parte das celebrações do aniversário do Programa, o blog SOS Mata Atlântica está publicando até o fim do ano, entrevistas com proprietários de RPPNs que foram apoiados pela iniciativa. Esse é oitavo post da série. Conheça a RPPN Mata de Pitangui Escola das Dunas, em Extremoz (RN), na entrevista com Jurema Marcia Dantas da Silva – presidente da Fundação para o Desenvolvimento Sustentável da Terra Potiguar, entidade proprietária da reserva.  A Mata de Pitangui Escola das Dunas é a 1ª e única RPPN apoiada pelo Programa de Incentivo às RPPNs no Rio Grande do Norte. A área é trabalhada, há 22 anos, com atividades de pesquisa e educação ambiental, no âmbito da Escola das Dunas. Boa leitura!
RPPN: Mata de Pitangui Escola das Dunas
Área: 47,55 hectares
Município: Extremoz (RN)
Entrevistada: Jurema Marcia Dantas da Silva – presidente da Fundação para o Desenvolvimento Sustentável da Terra Potiguar
1) Você acha que as pessoas, sobretudo os proprietários de terra, sabem o que é uma RPPN e que qualquer cidadão pode criar uma?
Acredito que não, é necessária uma maior divulgação do tema.
2) Como e quando surgiu o seu interesse em criar uma RPPN?
Foi a partir da ideia de fazer uma escola, que já temos há algum tempo, e da necessidade dessa escola, futuramente, atuar de forma mais eficiente. Quando vimos o edital, enxergamos uma compatibilidade com o que gostaríamos. Somos uma Fundação sem fins lucrativos, e poderíamos usar esta área como um espaço de educação contribuindo com o bem estar e com a formação das pessoas em geral.
3) Você teve dificuldades para a criação da sua RPPN? Se sim, quais?
Incrivelmente, não tivemos dificuldades na criação.
4) Como você conheceu o Programa de RPPNs da Mata Atlântica? Qual foi o seu interesse em participar do edital?
Eu já trabalhei no governo do Estado do Rio Grande do Norte. Na época do lançamento do edital estava trabalhando conosco uma pessoa da área ambiental, que foi quem viu o edital. Discutimos, vimos que era possível nos inscrever e nos inscrevemos.
5) Quantas edições você já participou? Quantas você ganhou?
Ganhamos na 1ª e única edição que participamos.
6) Qual foi o apoio do programa à sua reserva?
Recursos para o levantamento topográfico da propriedade. Foi pequeno em valor, mas de grande apoio e importância.
7) Como os recursos do edital ajudaram sua propriedade e a Mata Atlântica?
Com o levantamento topográfico e no reconhecimento que esta é uma área de reserva. Com isso eu tenho respaldo. Acredito que para eu conseguir recursos para implantar na minha escola, uma ótima referência é fazer parte da reserva.
Como a Fundação já tem, há alguns anos, um projeto de educação ambiental, ainda que feito de maneira bastante preliminar, a ideia em criar a RPPN foi ajudar a conseguir que a escola possa atuar de maneira mais efetiva. A partir da criação da RPPN podemos conseguir ajuda com parceiros, para que a nossa escola possa ser implantada como gostaríamos. É uma escola de proteção ambiental que poderá receber estudantes não só de Natal, mas de outros Estados brasileiros para que compreendam o conjunto de ambientes que temos lá.
8) Qual sua opinião sobre as atividades realizadas?
O Programa permitiu a realização de nossas atividades, que são desenvolvidas dentro da área de educação ambiental, como visitas à área da RPPN que mostram aos alunos os diversos ecossistemas e como eles se comportam. Mostramos também alguns exemplos de animais que encontramos durante o percurso. As ações que são desenvolvidas hoje ainda são muito pequenas, mas a ideia é que possamos ampliar em conjunto a escola.
9) Você pretende participar de novas edições?
Se tivermos oportunidade, queremos participar sim.
10) A Escola das Dunas atende de que forma? Faz parcerias com escolas locais?
Escola das Dunas é aberta ao público em geral. Já tentamos fazer um programa com as escolas públicas, mas como a RPPN fica a 40 minutos da sede, eu tenho um custo de deslocamento das crianças. A Fundação não tem condições de manter isso sozinha, então eu preciso cobrar para que essas pessoas possam ter acesso. Temos monitores para a visitação da área para fazer, quem sabe, um programa de proteção ambiental com o próprio governo do Estado, em que essas atividades façam parte da própria educação base dos alunos. Essa é uma das nossas ideias.
Sobre Reservas Particulares
Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) é uma categoria de unidade de conservação criada pela vontade do proprietário rural, que decide transformar sua terra em uma reserva e assume compromisso com a conservação da natureza.
As RPPNs são importantes para proteger as riquezas naturais e ambientes históricos, além de ajudar na preservação da água, na regulação do clima, na limpeza do ar, no desenvolvimento de pesquisas científicas dentre outros serviços ambientais. Atividades recreativas, turísticas, de educação e pesquisa são permitidas na reserva, desde que sejam autorizadas pelo órgão ambiental responsável pelo seu reconhecimento.
Dessa forma, muitas RPPNs geram renda e conhecimento em sua região, com atividades como ecoturismo, educação ambiental e artesanato.
O Programa de Incentivo às RPPNs da Mata Atlântica apoia através de editais os proprietários interessados em criar suas reservas particulares. O programa é uma parceria entre as ONGs CI-Brasil e Fundação SOS Mata Atlântica.  O programa completa 10 anos em 2013, tendo apoiado nesse período a criação de 361 novas RPPNs – sendo 194 já reconhecidas – e a gestão de outras 101 reservas já existentes. Saiba mais:
Programa de Incentivo às RPPNs
Como participar
Outras informações:  
www.reservasparticulares.org.br e
www.icmbio.gov.br/portal/servicos/crie-sua-reserva.html

Rua Tenente Renato César, 78 – Cidade Jardim – CEP 30380-110

Belo Horizonte – MG – Brasil – Tel.: [31] 3261.3889

©2003 Conservation International do Brasil / Aviso Legal / Política de Privacidade